Veja como funciona a restituição do Imposto de Renda - Gorilando

Artigos

Veja como funciona a restituição do Imposto de Renda


A restituição do Imposto de Renda nada mais é do que a devolução da diferença do imposto pago a mais pelo contribuinte à Receita Federal

17/10/2019

SOUNDTRACK PARA OUVIR COM ESTE POST

Todo ano não tem jeito de escapar do Leão. É preciso fazer a declaração do Imposto de Renda e depois esperar pela restituição. Atualmente, a Receita Federal já está fazendo o pagamento do 5º lote da restituição do Imposto de Renda. Já viu se você está nesta lista?

A restituição do Imposto de Renda nada mais é do que a devolução da diferença do imposto pago a mais. Para exemplificar, se a diferença do imposto de renda a ser pago (descontando-se as deduções) em relação ao imposto já pago ou retido na fonte for positiva, o contribuinte tem saldo a pagar. E caso seja negativa, ele tem saldo a ser restituído. Sim, é preciso pagar para a RF. 

Imposto de Renda

Sempre é bom esclarecer que quem teve um rendimento anual superior ao teto estabelecido pela Receita Federal precisa declarar IR. Neste ano, ele corresponde a uma remuneração de R$ 28.559,70, o que dá uma média de R$ 2.379,98 por mês. 

Já quem teve rendimentos abaixo de R$ 28.559,70 em 2018, estão automaticamente isentas do IR 2019. 

Você já deve estar por dentro que no Imposto de Renda você deve declarar tudo o que ganhou e pagou no ano anterior, não é mesmo? Isso inclui ganhos referentes à venda de bens, aluguéis, reformas em imóveis e despesas com construções, até mesmo os investimentos.  

Lembra que fizemos até um artigo explicando sobre como declarar o Imposto de Renda dos seus investimentos? Confira aqui os detalhes e em quais ativos incide a cobrança do imposto.   

Atenção! Não se esqueça de que tentar enganar a Receita Federal para pagar menos impostos é crime, conhecido como sonegação.   

Pagamento da restituição do Imposto de Renda 

Se você tem direito a receber restituição de Imposto de Renda, é preciso ficar atento ao pagamento e consultar a liberação dos lotes com regularidade. A Receita Federal programa sete lotes de restituição, de junho a dezembro. 

Vale lembrar que a restituição é corrigida pela taxa Selic. A partir do momento em que for colocada à disposição do contribuinte, porém, não sofre mais qualquer acréscimo.

Como já mencionamos, a restituição está no 5º lote e quem ainda não foi contemplado deve aguardar os próximos lotes que acontecem em 16 de novembro (6º lote) e 17 de dezembro (7º lote). 

Ainda em relação aos lotes, a RF prioriza os idosos e pessoas com deficiência e doenças graves. Só após a liberação destes pagamentos, utiliza-se como critério de prioridade a data de entrega da declaração. 

Um ponto que nem todos sabem é que se houver erro no preenchimento dos dados bancários, ou sua conta bancária tenha sido encerrada neste período de liberação do lote, o dinheiro voltará para o banco e você deverá providenciar o pedido do pagamento diretamente no Banco do Brasil. 

E o prazo para entrar em contato com a instituição, informando uma nova conta bancária em seu nome, é de um ano. 

Acompanhe a sua restituição

O Gorila ressalta que no início de cada um dos meses, a Receita Federal libera a consulta para que o contribuinte verifique se foi contemplado no respectivo lote. Isso dá para ser feito no próprio site do órgão e basta informar o CPF

Também é possível consultar sua restituição através do Receitafone, ligando para 146, para se informar, ou ainda baixar o aplicativo da Receita para seu celular e acompanhar a liberação dos lotes.  

O que fazer com a grana da restituição?

E quando a restituição cai na sua conta do banco o que você faz? Bem, o Gorila dá algumas sugestões que podem ser úteis para ajudar nessa decisão. 

Se tiver alguma dívida em aberto pode ser a hora de quitar para evitar deixar seu nome sujo. Ou dá para economizar e realizar algum projeto, uma viagem quem sabe. 

Você também pode usar esse dindin extra para investir. Sim, procurar aplicar essa graninha em algum tipo de investimento e depois acompanhar a rentabilidade através da plataforma do Gorila.

Curtiu o post?

Aproveita para compartilhar com os amigos através das nossas redes sociais:   Facebook, Instagram, Twitter ou Linkedin

O Gorila oferece ferramentas para que você possa entender as opções de investimentos e tomar as melhores decisões quando se trata do seu dinheiro. Os guias que oferecemos e as informações que providenciamos são transparentes e isentas. Nós apresentamos os prós e contras das opções atualmente disponíveis. Esperamos que encontre o que é melhor para você!

VEJA TAMBÉM...

corretoras de investimentos
Guia de Corretoras

Corretoras de Investimentos

Já sabemos que a poupança não é a melhor alternativa para quem quer investir, não é mesmo? No meio dessa jornada, temos as corretoras de investimento. Entenda como funcionam esses "shoppings financeiros". ...

Guia de Bancos

Banco Next

Atrelado ao Banco Bradesco, o Next se apresenta com um visual bastante atraente para quem deseja migrar para uma conta digital. Confira suas vantagens e desvantagens segundo o Gorila....

Artigos

O que é Equity Crowdfunding

É um tipo de financiamento onde as pessoas se juntam para investir em startups e em troca recebem um percentual da empresa ...

Artigos

Saiba como investir em debêntures

Pensando em variar sua carteira de investimentos? O Gorila vem explicar como investir em debêntures e poder ter uma boa rentabilidade. ...

Artigos

Veja como foi o evento do Ciab

Ao longo dos três dias, muitas palestras, descobertas e feedbacks dos clientes do Gorila...

Dashboard Gorila Invest

Gorila Invest

A melhor plataforma para
controlar seus investimentos

Uma nova forma de olhar para o seu dinheiro. Tenha suas informações financeiras consolidadas em um único lugar

Registre-se agora

Faça seu login

ou
Esqueceu sua senha?
AINDA NÃO TEM CONTA?
Cadastre-se