Como declarar Imposto de Renda dos seus investimentos - Gorilando

Artigos

Como declarar Imposto de Renda dos seus investimentos


Com o Informe de Rendimentos em mãos, você seleciona os investimentos em que há cobrança do imposto e os que apenas precisam ser declarados, como poupança, LCA, LCI, CRI e CRA

29/03/2019

SOUNDTRACK PARA OUVIR COM ESTE POST

Já percebeu que chegou a época de fazer a declaração do Imposto de Renda 2019? Pois bem, é preciso ficar atento porque os investimentos também entram na lista de rendimentos que precisam ser declarados anualmente para a Receita Federal. O Gorilando vai te explicar como deve ser feito esse processo para você não ter dor de cabeça com o leão.

O prazo final para enviar a declaração do IR vai até o dia 30 de abril. Vale lembrar que mesmo que o resgate não tenha acontecido em 2018, é preciso incluir o investimento na declaração, já que ela envolve as movimentações financeiras referentes ao ano anterior.

O primeiro passo a fazer é procurar o seu Informe de Rendimentos nas instituições onde seu dinheiro está investido. Geralmente este documento fica disponível desde o último dia do mês de fevereiro. Depois disso, é só lançar os dados no programa da Receita Federal.

O envio da declaração pode ser feito através do computador ou pelo aplicativo da Receita.

Se você ainda não fez o download do programa, clique aqui.

Com o programa aberto, procure a aba Bens e Direito, que é onde o saldo dos seus investimentos no mercado financeiro são declarados. Cada investimento deve ser listado individualmente, incluindo seu código fornecido pela Receita.

A cobrança do IR acontece no resgate antecipado ou no vencimento dos títulos, quando o imposto é descontado automaticamente pela instituição. No caso dos investimentos em renda fixa, a cobrança segue tabela regressiva de imposto de renda, de acordo com o prazo do título.

Só para lembrar, o imposto será tributado em cima do valor que teve como resultado, e não sobre o que você investiu lá no começo da aplicação.

PRAZO DE APLICAÇÃO ALÍQUOTA IR
Até 6 meses (180 dias) 22,5%
De 6 meses a 1 ano (181 a 360 dias) 20%
De 1 a 2 anos (361 a 720 dias) 17,5%
Mais de 2 anos (acima de 720 dias) 15%

Investimentos que precisam declarar

É preciso declarar os ativos que estão investidos em ações, Tesouro Direto, Fundos de Investimento em geral, LF, LC, CDBs e RDBs. Na aba Bens e Direitos o contribuinte deve preencher os dados sobre o tipo de investimento.

Investimentos isentos de Imposto de Renda

Algumas aplicações são isentas da cobrança do Imposto de Renda, mas mesmo assim precisam constar na declaração, caso somem mais de R$ 40 mil. É o caso do dinheiro aplicado na poupança, LCA, LCI, CRI, CRA e debêntures incentivadas. Aí, basta por as informações na aba Rendimentos Isentos e Não Tributáveis.

Quem deve declarar?

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória nos seguintes casos:

– Quem teve rendimentos tributáveis superiores a 28.559,70 reais anuais;

– Se os rendimentos não-tributáveis, isentos ou de tributação retida na fonte que somarem mais de R$ 40 mil;

– Receita bruta por atividade rural com rendimentos maiores do que R$ 142.798,50;

– Se o total dos seus bens (aplicações, casa, carro) ultrapassam R$ 300 mil;

– Quem obteve ganhos de capital por alienação de bens ou de direitos que não sejam isentos do imposto de renda ou as operações da bolsa de valores, de mercadorias, de futuros ou semelhantes,

– Quem teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural em 2018.

Se eu não declarar?

O Gorila lembra que quem não fizer a declaração do Imposto de Renda pode ter o CPF cancelado e ficar com restrições de crédito, como por exemplo ter problemas na hora de fazer um financiamento ou comprar parcelado.  

E se você entregar a declaração fora do prazo leva multa que vai de R$ 165,74 até 20% do imposto não pago. Por isso, acompanhe sempre as dicas do Gorila para não cair na malha fina!

E se você quer deixar um comentário, sinta-se à vontade para nos chamar seja no Facebook, Instagram, Twitter ou Linkedin!

Curtiu?

Compartilhe essa informação nas redes sociais e siga o Gorila!

O Gorila oferece ferramentas para que você possa entender as opções de investimentos e tomar as melhores decisões quando se trata do seu dinheiro. Os guias que oferecemos e as informações que providenciamos são transparentes e isentas. Nós apresentamos os prós e contras das opções atualmente disponíveis. Esperamos que encontre o que é melhor para você!

VEJA TAMBÉM...

corretoras de investimentos
Guia de Corretoras

Corretoras de Investimentos

Já sabemos que a poupança não é a melhor alternativa para quem quer investir, não é mesmo? No meio dessa jornada, temos as corretoras de investimento. Entenda como funcionam esses "shoppings financeiros". ...

Guia de Bancos

Banco Next

Atrelado ao Banco Bradesco, o Next se apresenta com um visual bastante atraente para quem deseja migrar para uma conta digital. Confira suas vantagens e desvantagens segundo o Gorila....

Artigos

Como fazer um orçamento doméstico eficiente

Descubra agora como fazer um orçamento doméstico e organize suas finanças de maneira muito mais simples e eficiente!...

Artigos

Como se Divide o Mercado Financeiro

Sempre em pauta nos jornais e portais de notícias, o tema mercado financeiro pode parecer um tanto complicado de compreender a princípio, já que têm-se a ideia errada de que ele está ligado somente à Bolsa de Valores. Na verdade, ele faz parte de todo um sist...

Artigos

O que é e como funciona a CVM? Descubra!

Você já ouviu falar na CVM? Saiba o que é e como funciona a Comissão de Valores Mobiliários – um dos mais importantes órgãos do mercado financeiro nacional!...

Dashboard Gorila Invest

Gorila Invest

A melhor plataforma para
controlar seus investimentos

Uma nova forma de olhar para o seu dinheiro. Tenha suas informações financeiras consolidadas em um único lugar

Registre-se agora

Faça seu login

ou
Esqueceu sua senha?
AINDA NÃO TEM CONTA?
Cadastre-se